N. Roerich - Burning of Darkness
Nicolas Roerich
"Burning of the Darkness"

 

 

Início


O que é A Grande Invocação

Origem da Grande Invocação

Significado da Grande Invocação

E-mail da Grande
Invocação

Dia Mundial de Invocação

Vigília Dia Mundial de
Invocação

Vigília Dia Internacional
da Paz - 21 de Setembro

Celebração AGI 2011

Reaparecimento do Instrutor

O Instructor - Mestre de
Mestres, Anjos e Homens

O Instrutor e os Ashrams

Meditação para o
Reaparecimento do Cristo

Livro sobre o Reaparecimento

A Rede de Triângulos e AGI

A Rede Iberoamericana
de Triângulos

A Grande Invocação
em outros idiomas


Literatura disponível

A Grande Invocação
Livro de Estudos

Contato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

----------------

AGI = A Grande Invocação

----------------


Serviço com AGI

Rede Gidgi Brasil
Primeira Etapa

Rede Gidgi Brasil
Segunda Etapa

Como estabelecer um
Nodo de Distribuição

À procura de Novos Nodos

Mapa de Nodos

Lista de Nodos

Suporte financeiro

Meditação para
reorientação monetária

Como são editados os
cartões e pôsteres da GI

Centros de Distribução
permanentes

Origem dos pedidos
da GI pela Internet

Estatísticas de pedidos

Vídeos e pps da LGI

AGI no rádio

AGI nas Meditações
de Plenilúnio

Contato

 

 

 

 

 

 

 

 




 

 

                                                                                                                                                             

[ Traduções da Grande Invocação ]

 

 

Esta Oração Universal está traduzida para mais de 75 idiomas e dialetos.

Desde que foi emitida por primeira vez em 1945, A Grande Invocação (LGI) se difundiu por quase todos os países do Mundo, utilizando todos os meios de comunicação possíveis, abrangendo envios por correio, exposição, distribuição em mãos, páginas de internet, facebook ou redes sociais, envios por correio eletrônico, por entrevistas pessoais e conferências; programas de rádio e televisão; publicações em livros, anúncios em periódicos, publicação em revistas, promoção e distribuição em igrejas e grupos de muitos tipos e categorias.  A Grande Invocação é agora amplamente aceita e é utilizada diariamente por um número sempre crescente de pessoas.

A Grande Invocação pertence a todos os grupos, organizações e crenças; pertence a toda a Humanidade. Grande parte das traduções, impressões e distribuição foram empreendidas por colaboradores individuais, Unidades de Serviço, grupos de Boa Vontade e organizações de serviço em muitos países.

A tradução da Grande Invocação do inglês original para outro idioma deve combinar o reflexo exato e fiel do inglês, com os requisitos rítmicos e linguísticos da nova língua, cada um com sua própria qualidade e característica, que expresse o pensamento e a alma de cada povo.

E isto se fez, apesar do fato de não existirem sinônimos reais para algumas palavras inglesas empregadas. Há o cuidado especial para que se realize a melhor tradução possível em cada nova língua antes de se empreender qualquer verdadeiro trabalho de promoção e distribuição em grande escala.


 

 
  Afrikaans   Gaelic (Irlandés)   Lituano   Esloveno
  Árabe   Gaelic (Escocés)   Malayo   Inglés
  Armenio   Alemán   Maorí   Swahili (Zambia)
  Braille   Griego   Ndebele (Sudáfrica)   Sueco
  Búlgaro   Guaraní   Noruego   Tagalo (Filipinas)
  Bielorrusia   Gujerati   Nyanja (Zambia)   Tamil (Singapur)
  Catalán   Hebreo (Ivrit)   Pampango (Filipinas)   Tibetano
  Chino: Block - Script   Hindi   Persa   Tswana (Sudáfrica)
  Croata   Húngaro   Polaco   Turco
  Checo   Ibibio (Nigeria)   Português   Ucraniano
  Danés   Ibo (Nigeria)   Rumano   Urdu (Pakistán)
  Holandés   Islandés   Ruso   Vasco
  Efik (Nigeria)    Ido   Sánscrito   Vietnamita
  Esperanto   Indonesio   Sesotho (Sudáfrica)   Galés
  Ewe   Italiano   Setswana (Sudáfrica)   Xhosa (Sudáfrica)
  Fanti   Japonés   Shangaan (Mozambique)   Yugoslavo (Serbo-Croata)
  Finlandés   Kinyarwanda Ruanda   Shona (Zimbabwe)   Zulú
  Francés   Coreano   Cingalés (Sri Lanka)
  Ga   Letón (Letonia)   Eslovaco

 

 


A Grande Invocação em Língua de Sinais Argentina
 

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=D6K6onu-QC4&feature=share

 

A Língua de Sinais Argentina ou LSA é a língua de sinais empregada na Argentina pela comunidade surda, isto é, o grupo de pessoas que utiliza esta língua como língua principal e para suas trocas cotidianas.

 
Modelos de Distribuição

O modelo de distribuição da Grande Invocação esteve inevitavelmente condicionado pelo fator linguístico.  Manteve-se uma distribuição extensa e permanente por todo o norte, centro e sul da América, Austrália e Nova Zelândia, África Ocidental e Meridional como também na Europa.

No entanto, o foco principal de impressão e distribuição massiva se concentrou nas línguas "europeias": alemão, espanhol, francês, grego, holandês, inglês, italiano, polaco e português.

No futuro a distribuição da Grande Invocação deve se desenvolver em uma nova e ampla escala nas áreas ainda não alcançadas, o que vai exigir amplas edições de toda a gama de literatura de A Grande Invocação em línguas tais como russo, árabe, persa, hindu, urdu, gujarati, bengali, tamil, indonésio e chinês, através das quais se pode chegar a milhões de pessoas.  Ao mesmo tempo, também é necessário, o uso e distribuição crescente da e Grande Invocação nos países onde já está amplamente aceita, para fortalecer e expandir o trabalho.


A Primeira Tradução
 

A Grande Invocação estava de posse dos Mestres da Grande Fraternidade no idioma Senzar, que é a linguagem secreta dos Adeptos e Iniciados de todo o mundo, que em sua maior parte é hieroglífico. Esses antigos símbolos deveriam ser traduzidos para o inglês moderno, trabalho que coube ao Mestre Tibetano Djwhal Khul (por indicação do próprio Instrutor do Mundo, o Cristo), e que posteriormente foi transmitido à Sra. Alice Ann Bailey pela primeira vez. A este respeito nos fala Foster Bailey, seu marido, em dois parágrafos que são muito esclarecedores sobre o processo utilizado.

.

 

 

 

 

"Bem podemos nos maravilhar com sua significação inerente, e à medida que aprofundamos a reflexão talvez captemos um vislumbre da tremenda responsabilidade que o Tibetano aceitou ao se esforçar por plasmar na língua inglesa uma expressão desta Invocação. Sua preparação para este trabalho exigiu tensões e o desenvolvimento de capacidades que mal cabem na nossa imaginação. Depois de quase trinta anos de ativa associação com o Mestre, a senhora Bailey estava qualificada para assisti-lo na sua redação.

"Lembro-me muito bem da tensão daqueles dias anteriores à manhã em que, logo após o nascer do sol, a senhora Bailey trouxe a mim as palavras desta Invocação tal como foram recebidas do ajustado ditado do Tibetano. Havia sido, muito provavelmente, o momento de maior unificação já alcançado entre ambos".
                                                            Foster Bailey, "The Beacon" ("O Farol"), julho-julho de 1951
 

"Produzir A Grande Invocação exigiu uma preparação especial para o próprio Mestre Djwhal Khul, e uma cuidadosa precipitação, palavra por palavra, no cérebro de A. A. B. A Invocação, tal como é empregada pelo Cristo, não tem expressão possível em língua inglesa. A obtenção deste Mantra exigiu uma tensão especialmente elevada em todos os sincronizados veículos de A.A.B., que foi induzida pelo próprio Tibetano. Todos os seus centros superiores estavam abertos e em pleno funcionamento. A tradução de A Grande Invocação para o Inglês foi realmente uma realização de transcendente importância, com a qual o Mestre ficou notoriamente satisfeito. Quem poderia presumir ser capaz de melhorá-la?"

                                                 Foster Bailey, "Em linha com o Plano de Deus" ("Running God’s Plan")

 

 

Entre para solicitar os seus cartões

 

Nedstat Basic - Web site estadísticas gratuito
El contador para sitios web particulares